Temas em pneumologia


Asma ou Bronquite? 

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a adolescência é o período da vida que inicia-se aos 10 anos de idade e prolonga-se até os 20 anos , apresentando neste percurso intensas transformações físicas, psicológicas e comportamentais. Na adolescência, as necessidades nutricionais são influenciadas simultaneamente pelos eventos da puberdade e pelo estirão do crescimento

Cinco eventos têm influência direta sobre o equilíbrio nutritivo:
– Início da transformação puberal
– Aceleração do crescimento longitudinal
– Aumento da massa corporal
– Modificação da composição corporal
– Variações individuais quanto a atividade física

Medidas Importantes para o controle  do Ambiente

01- Manter a residência ventilada e dormir em quarto arejado. Usar diariamente aspirador de pó ou pano úmido em toda a residência, principalmente nos locais em que permaneça por mais tempo.

02- O paciente deve abster-se de espanar, varrer, arrumar camas, gavetas, estantes, etc.

03- Revestir o travesseiro e o colchão com capa impermeável à passagem de ácaros e suas secreções. Lavar a capa 1X/mês.

04- Evite usar acolchoados de lã, penas ou algodão, pois se tornam depósito de poeira e são de difícil lavagem.

05- Evitar ambientes empoeirados, como bibliotecas, sótãos, porões, adegas, tulhas, celeiros, etc.

06- Se o paciente dormir no mesmo quarto com outra pessoa, esta deverá seguir as mesmas orientações.

07- Retirar tapetes e carpetes do ambiente. 

08- Evitar o uso de inseticidas, inclusive os espirais, “spray” e aparelhos elétricos repelentes de insetos.

09- Evitar odores fortes: desinfetantes, água sanitária, fumaça, gasolina, querosene, ceras e solventes orgânicos. Evitar ficar em casas pintadas recentemente ou fechadas por muito tempo.

10 – Evitar animais como cão e gato dentro de casa.

11 – Afastar a criança da inalação de fumaça de cigarro.

12- Retirar os bichos de pelúcia do ambiente.

 

BEBÊ CHIADOR

Meu bebê está chiando e agora? Ele é um bebê chiador? Ele tem asma? O que fazer?A Síndrome do Bebê chiador ou do Lactente  com sibilância é caracterizada por 3 ou mais episódios de chiado, em um período mínimo de 2 meses, ou então chiado contínuo por mais de um mês, em crianças até 2 ou 3 anos de vida. 

O chiado, nesta faixa etária, na maior parte das crianças é transitório e não tem risco maior de desenvlvimento de asma no futuro.  A sibilância transitória está comumente relacionada às infecções virais ( principalmente bronquiolite) e também ao hábito de fumar de familiares no domicílio. 

Porém, uma minoria dos bebês, 10 a 15%, pela predisposição genética, persistem com o chiado, constituindo este, uma manifestação precoce da asma.

Pricipais causas de Chiado em Lactentes

- Infecções virais
- Fumante passivo
- Refluxo gastro-esofágico
- Asma
- Aspiração de corpo estranho
- Imunodeficiências
- Sequelas neonatais ( displasia broncopulmonar, aspiração mecônio, atelectasias,…)
- Doenças como Tuberculose e Fibrose Cística
- Algumas parasitoses ( com ciclo pulmonar)
- malformações de traquéia e brônquios

Tratamento

É fundamental a orientação da higiene do ambiente físico ( ver medidas importantes para alérgicos). Deve-se dar grande importância para modificação do hábito de fumar dos pais e outros do domicílio para redução eficaz dos efeitos da condição de fumante passivo.
Se sintomas ou diagnóstico de refluxo, a orientação alimentar é fundamental. Adotar medidas como engrossar leite e papas, não mamar deitado, elevar cabeceira do berço, exclusão de alimentos que favorecem o refluxo (doces, chocolates, sucos cítricos,café, refrigerante e iogurtes ), fracionar a alimentação ( menor quantidade, mais vezes).
Os medicamentos se necessário, devem ser orientados pelo pediatra. 

 

TOSSE

Uma das principais queixas no consultório – a tosse.  Ela nada mais é que um mecanismo de defesa dos pulmões com o objetivo de impedir a inalação de substâncias nocivas ou corpo estranho e também de facilitar a eliminação de secreções do trato respiratório.

Ela pode ser :

- aguda : tempo inferior a 2 semanas, geralmente causada por infecções do trato respiratório e geralmente se resolve espontaneamente.

- subaguda : duração entre 2 a 4 semanas. Normalmente também pós- viral.

- crônica ou persistente – duração maior do que 3 a 6 semanas. Nesse caso, é muito importante a investigação da causa etiológica.

Principais Causas de Tosse:

LACTENTES
- malformações congênitas
- aspiração
- infecções
- asma
- irritantes ambientais ( fumante passivo , poluição )
- fibrose cística

PRÉ-ESCOLAR
- rinite alérgica, sinusite e adenoidite ( por gotejamento pós nasal)
- corpo estranho
- asma
- fibrose cística
- Imunodeficiência

ESCOLAR e ADOLESCENTES
- asma
- rinite alérgica, sinusite e adenoidite
- tosse psicogênica
- fumo ( ativo e passivo)
- infecções
- tumor ou lesão localizada
- imunodeficiência
- fibrose cística

Tratamento

Na maioria das vezes não requer tratamento medicamentoso. Lembre-se , a tosse é um mecanismo de defesa do nosso corpo! Tudo vai depender da sua etiologia.
A fluidificação da secreção ( quando presente) com hidratação oral, inaloterapia e fisioterapia respiratória ameniza o quadro.
As medicações , quando necessárias, devem ser sempre indicadas pelo seu médico.



Compartilhe